História

por Interlegis — última modificação 07/01/2022 07h33
Município de São Sebastião do Rio Verde

O Município de São Sebastião do Rio Verde era por volta de 1880 chamado de “Várzea dos Maciéis”. Com a construção da estrada de ferro inaugurada pelo imperador D. Pedro II em 1884, passou a chamar-se “Estação de Pouso Alto”.

Em 1930 a estação de Pouso Alto passa a ser a sede do Município e da Comarca de Pouso Alto. Durante vinte e um anos teve centralizada toda a vida do município, mas em outubro de 1951 a sede do Município e da Comarca voltou para Pouso Alto.

Em 1953, num fato inédito, foi rebaixado para distrito, com o nome de São Sebastião do Rio Verde. Pela Lei Estadual nº 2.764, de 31 de dezembro de 1962, foi elevado a Município, e em 1º de março de 1963 foi instalado, sendo intendente o Sr. José Vitor da Fonseca.

Localizado no Sul de Minas, encontra-se a 726 metros de altitude, abrangendo uma área de 92 km² com população estimada em 2.206 habitantes no ano de 2013. Faz divisa com os municípios de São Lourenço, Carmo de Minas, Itanhandu, Virgínia, Dom Viçoso e Pouso Alto. Integra a Associação das Terras Altas da Mantiqueira.

O Município de São Sebastião do Rio Verde não possui Distritos, contando somente com os seguintes bairros na zona rural: Açude, Aterrado, Cachoeirinha, Curral Velho, Fazenda Velha, Lagoinha, Pé do Morro, Pessegueiro, Pinhal, Porto, Retiro São José, Retiro Velho, Rio dos Santos e Tacape.

Possui boa infraestrutura de água, energia elétrica (CEMIG), esgoto sanitário, pavimentação e telecomunicação. Sua economia é baseada na agropecuária com gado de leite e corte, suínos e produção de arroz, milho e feijão.

O comércio consta de algumas mercearias, bares, padarias e lanchonetes e lojas de roupas e calçados e utilidades.

O setor industrial é ainda pequeno, com duas indústrias de laticínios e uma de confecção.

O setor de Educação presta bons serviços com escolas de educação infantil ao ensino médio.

O posto de saúde funciona satisfazendo às necessidades urgentes.

O artesanato começa a desenvolver-se de formas variadas.

Suas festas anuais: Festa do Padroeiro (20 de janeiro), Carnaval, Festa de Aniversário da Cidade (1º de março), Semana Santa, Festa Junina (junho), Jogos de Inverno (julho) e Torneio Leiteiro (setembro), que recebem muitos amigos e vizinhos.

O Clube Recreativo Rioverdense é famoso por seus animados forrós e a quadra poliesportiva provê inesquecíveis campeonatos em várias modalidades de esportes.

O Centro Comunitário São Sebastião (Paroquial) o local utilizado para realização de animados bingos de prendas e leilões. Amplos salões, salas para aulas ou oficinas, cozinha industrial bem montada, enfim, um local de festas memoráveis e o ponto de encontro das famílias rioverdenses.

O Salão Comunitário José Francisco Paes construído pela Câmara Municipal também contém um amplo espaço para eventos como formaturas, reuniões, palestras entre outros.

A Igreja Matriz São Sebastião local onde os fiéis se reúnem; Considerada um dos mais belos cartões postais da cidade.